NO ESPAÇO EM BRANCO, ABAIXO, COLOQUE ASSUNTOS DE SEU INTERESSE E PESQUISE.

Carregando...

VISITÔMETRO DO DAX

PROVA SENAI CGE 2020 - COMPLEMENTAR TÉCNICO - 13/06/2010

Se você tiver interesse pelo comentário de alguma questão não resolvida desta prova, clique no linque abaixo:
REDE DE ESTUDO COLETIVO


LÍNGUA PORTUGUESA


O texto abaixo se refere às questões de 1 a 6.

Os gatos também amam

Não espere subserviência nem festa com pulos e barulheira quando você chegar em casa. Aquela lambidinha na cara, então, vai ser difícil. Imprevisível e “cool”*, o gato tem maneiras bem peculiares de se manifestar, mas ele também emite seus sinais e pode surpreender seu dono com uma calorosa saudação.
Através da linguagem corporal, o felino demonstra carinho e afeto. Os especialistas garantem que prestar atenção a suas atitudes cotidianas pode ajudar a decifrar o que ele está querendo transmitir. “O gato precisa de uma atenção constante, enquanto o cão parece que já vem pronto para amar qualquer tipo de dono, muitas vezes, independentemente do que faça por ele”, brinca Cecy Passos, consultora especializada em gatos.
(...)                                                                
Fonte: OLIVEIRA, R. Revista da Folha, 06 jun. 2004.
*cool = frio, indiferente, calmo.

1. Segundo o texto, os gatos normalmente demonstram seus sentimentos

a. de acordo com o movimento da cauda.
b. por meio de seu miado.
c. pela posição de suas orelhas.
d. através da linguagem corporal.
e. por meio de calorosas saudações.

D.A. RESOLVE

Os gatos têm maneira peculiar para demonstrar afetividade: o roçar de seu corpo, em sinuosidade,  nas pernas de seus donos, ou mesmo o pular em seu colo, são formas típicas de comprovar seu carinho, mas requerem atenção e afagos constantes. Conclui-se, então, que é através da linguagem corporal  que os gatos demonstram seus sentimentos.

Alternativa D.

2. De acordo com a posição da sílaba tônica, as palavras subserviência, sinais e independentemente – encontradas no texto – são corretamente classificadas, pela ordem, como

a. proparoxítona, paroxítona, oxítona.
b. paroxítona, oxítona, proparoxítona.
c. paroxítona, oxítona, paroxítona.
d. paroxítona, paroxítona, oxítona.
e. proparoxítona, oxítona, paroxítona.

D.A. RESOLVE

Para serem classificadas as palavras quanto à tonicidade (= a sílaba mais forte da palavra) é necessário, primeiro, separá-la em sílabas (= pedaços, partes).
Tem-se: sub-ser-vi-ÊN-cia (a sílaba tônica é ÊN, penúltima sílaba), si-NAIS (a sílaba tônica é NAIS, última sílaba) e in-de-pen-den-te-MEN-te (a sílaba tônica é MEN, penúltima sílaba).

Alternativa C.

3. Em “Através da linguagem corporal, o felino demonstra carinho e afeto.”, os termos destacados são corretamente classificados como

a. adjunto adverbial.
b. predicativo do sujeito.
c. sujeito.
d. predicado nominal.
e. objeto direto.

D.A. RESOLVE

A questão apresentada trata da função que as palavras destacadas têm na oração. Caso típico de SINTAXE que trata das funções das palavras.
É necessário, primeiro, localizar o verbo da oração que é demonstrar e fazer-lhe a pergunta: demonstrar o que? R.: carinho e afeto. Quando são feitas perguntas ao verbo, depois dele, tem-se a função objeto.
O objeto é complemento de verbos transitivos que, embora importantes na oração, não têm sentido completo e precisam de mais informações -- um ou mais complementos -- para completar seu sentido.
Neste exemplo, o complemento veio, diretamente, ligado ao verbo, sem auxílio de preposição, recebe, então,  a classificação de objeto direto. A pergunta foi  O QUE? e não veio nenhuma preposição, diferente de se fosse feita a pergunta DO QUE?, por exemplo, em que há uma preposição DE.

Alternativa E.

4. Em “O gato precisa de uma atenção constante, enquanto o cão parece que já vem pronto para amar qualquer tipo de dono, muitas vezes, independentemente do que faça por ele...”, a entrevistada sugere que

a. o gato é carinhoso até com quem não lhe dá atenção.
b. cachorros e gatos se comportam da mesma maneira.
c. muitos cães são carinhosos, mesmo que maltratados.
d. o gato tem dificuldade para amar seu dono.
e. nenhum animal ama seu dono gratuitamente.

D.A. RESOLVE

No texto, o gato comprova que é muito mais exigente, pois requer atenção constante, enquanto o cão "parece que já vem pronto para amar qualquer tipo de dono, muitas vezes, independentemente do que faça por ele." Dessa forma, nota-se que os cães são mais carinhosos, mesmo que, em certo momento, venham a ser maltratados, são mais compreensivos e parece que entendem melhor as alterações de comportamento de seus donos.

Alternativa C.

5. É correto afirmar que o tema central do texto é

a. a maneira de entender o comportamento dos gatos.
b. a comparação entre gatos e cachorros.
c. a técnica de treinamento de animais.
d. o relacionamento com animais.
e. a observação do comportamento dos animais.

D.A. RESOLVE

O destaque do texto foi o gato e como exige ser tratado. É necessário que seu dono dê-lhe atenção constante e, mesmo assim, nem sempre demonstra total afetividade.

Alternativa A.

6. Em “Imprevisível e ‘cool’, o gato tem maneiras bem peculiares de se manifestar...”, os termos destacados são corretamente classificados como

a. objeto direto.
b. aposto.
c. vocativo.
d. sujeito.
e. complemento nominal.

D.A. RESOLVE

Nota-se que as palavras destacadas demonstram atitudes peculiares do gato, são, na verdade, melhores informações, explicações a respeito de ser e de agir do felino. Tais palavras ao adicionarem melhores caracterizações são, na verdade, desnecessárias, podem ser retiradas da oração e não fazem falta, pois a oração que segue tem sentido completo e já demonstra como o felino se manifesta. A função das palavras, em destaque, é aposto.

Alternativa B.

O texto abaixo se refere às questões de 7 a 10.

A economia vai devorar o planeta?

Em 20 anos, o mundo estará assolado por guerras, fome e epidemias. Milhões morrerão em conseqüência direta do superaquecimento do planeta. Outra parte da população será dizimada em conflitos na disputa por solo cultivável e reservas de água. As regiões do Nilo, Danúbio e Amazonas se tornarão zonas militarizadas. Chuvas torrenciais, secas infernais e ondas de calor insuportável diminuirão a produção de alimentos. A Europa estará, a essa altura, parte congelada e parte submersa. Com a salinidade do mar reduzida pelo derretimento do gelo polar, a corrente submarina que leva água quente à costa da Inglaterra irá parar. A Grã-Bretanha terá um clima como o da Sibéria e os campos da França serão reduzidos a montanhas de neve. A Terra não conseguirá sustentar a população de mais de 6 bilhões de pessoas. Hordas de refugiados ambientais criarão um êxodo jamais visto. Países se armarão na luta pela sobrevivência e a ameaça nuclear voltará. Esse cenário aterrador não foi pintado por nenhum ambientalista. Trata-se de um estudo do todo-poderoso Departamento de Defesa dos Estados Unidos, obtido pela revista Fortune, sobre o superaquecimento global.
(...)                                          
Fonte: VERSOLATO, B. Revista Superinteressante, n. 200, maio 2004.

7. Segundo o texto, “A Grã-Bretanha terá um clima como o da Sibéria e os campos da França serão reduzidos a montanhas de neve.” porque

a. chuvas, secas e ondas de calor diminuirão a produção de alimentos.
b. países se armarão na luta pela sobrevivência de suas populações.
c. regiões de rios importantes se tornarão zonas militarizadas.
d. a corrente submarina que leva água quente à costa inglesa vai parar.
e. toda a Europa estará congelada e submersa.

D.A. RESOLVE 

Pelos estudos feitos pelo Departamento de Defesa dos Estados Unidos, obtido pela revista Fortune, sobre o superaquecimento global, muitas consequências desastrosas irão ocorrer para os habitantes deste planeta, manifestada por grandes crises pela sobrevivência. Nesta questão, ressaltam-se os efeitos à Grã-Bretanha com clima transformado como o da Sibéria e os campos da França serão reduzidos a montanhas de neve porque a corrente submarina que transporta água quente à costa inglesa deixará de existir.

Alternativa D.

8. Em “Em 20 anos, o mundo estará assolado por guerras, fome e epidemias.”, o sujeito é

a. 20 anos.    b. o mundo.    c. guerras.    d. fome.    e. epidemias.

D.A. RESOLVE

Para se identificar o sujeito de uma oração, é necessário, primeiro, localizar o verbo e fazer a O QUE? ou QUEM? antes do verbo.
Neste exemplo, o verbo  é ASSOLAR e a oração está na voz passiva, daí, ESTARÁ ASSOLADO (verbo auxiliar ESTAR + ASSOLADO, no particípio passado).
Faz-se a pergunta: O que estará assolado por guerras, fome e epidemias? R.: O mundo, sujeito da oração.

Alternativa B.

9. O texto afirma que “A Terra não conseguirá sustentar a população de mais de 6 bilhões de pessoas.” porque

a. o mundo todo será assolado por guerras, fome e epidemias.
b. a Europa e outras regiões estarão parte congeladas e parte submersas.
c. pela falta de água e terra cultivável, haverá escassez de alimentos.
d. milhões morrerão em conseqüência do aquecimento do planeta.
e. a Inglaterra e a França terão um clima como o da Sibéria.

D.A. RESOLVE

Sustentar envolve ajudar a sobreviver. Pela falta de água e de terras cultiváveis para que alimentos sejam produzidos será impossível a sobrevivência no Planeta.

Alternativa C.

10. Os termos torrenciais, diminuirão e Grã-Bretanha – encontrados no texto – são corretamente classificados, pela ordem, como

a. substantivo, adjetivo e substantivo.
b. adjetivo, verbo e substantivo.
c. adjetivo, substantivo e verbo.
d. substantivo, verbo e adjetivo.
e. advérbio, verbo e substantivo.

D.A. RESOLVE

A palavra torrenciais refere-se a chuvas e mostram o estado como ela chegarão, pertence à categoria das palavras que servem para qualificar ou mostrar o estado do substantivo chuvas, é um adjetivo.
Diminuirão mostra a ação das chuvas, das secas e das ondas de calor, é, portanto, um verbo.
Grã-Bretanha é nome de um lugar, de uma região, de um país, todo nome próprio é substantivo.

Alternativa B.

O texto abaixo se refere às questões 11 e 12.

Pagando mico

Cientistas da Sociedade Zoológica de Londres procuram voluntários para usar a linguagem de chimpanzés. A idéia é melhorar os relacionamentos humanos usando práticas como agitar objetos para reforçar a autoridade ou cumprimentar as pessoas dizendo “rã, rã, rã”. (...)
Fonte: KENSKI, R. Revista Superinteressante, n. 200, maio 2004.

11. A expressão “rã, rã, rã” – utilizada no texto – é corretamente classificada como

a. substantivo.    b. onomatopeia.    c. interjeição.    d. adjetivo.    e. neologismo.

D.A. RESOLVE

A expressão foi apresentada por sons que mostraram como seriam as novas maneiras das pessoas relacionarem-se utilizando linguagens de outros animais, em especial, os chimpanzés.
A comunicação representada por símbolos sonoros diferentes dos sons representativos de palavras reflete uma figura de linguagem chamada onomatopeia.

Alternativa B.

12. O autor utilizou como título a expressão “pagar mico” associada ao assunto do texto: macacos. Entretanto, no cotidiano, essa expressão significa

a. ficar em dúvida.
b. esquecer-se de algo.
c. passar vergonha.
d. comprar animais.
e. estar atrapalhado.

D.A. RESOLVE

O título do texto procurou associar-se ao seu conteúdo e, em especial, a um animal em destaque -- o chimpanzé -- para ressaltar novas tendências de comunicação. Não seria interessante criar novas maneiras de comunicação, usando, talvez, a fala dos animais? Não seria diferente? Traria novidades? Traria resultados?
No entanto, o título, para tornar-se mais sugestivo, criou certo analogismo, pois não quis, apenas, ressaltar a fala desses mamíferos, como novo meio de comunicação e relacionamento, nem os próprios, usou-se com o propósito de qualquer pessoa não se sair bem em alguma comunicação ou ato e passar vergonha.

Alternativa C.

Os quadrinhos abaixo se referem à questão 13.


Fonte: http://niquelnausea.terra.com.br.

13. No quadrinho 1, a expressão “Que maravilha” tem o valor de

a. interjeição.    b. onomatopéia.    c. substantivo.    d. neologismo.     e. adjetivo.

D.A. RESOLVE

A expressão "Que maravilha" reflete uma admiração, que poderia vir acrescida de um ponto de exclamação ( ! ) ou não. Neste caso, mostra o entusiasmo de seu manifestante, também,  logo é uma interjeição.

Alternativa A.

Os quadrinhos abaixo se referem à questão 14.


Fonte: http://niquelnausea.terra.com.br.

14. Levando-se em conta o contexto da história, a expressão utilizada no quadrinho 3 é corretamente classificada como

a. vocativo.     b. sujeito.     c. objeto direto.     d. predicado.     e. aposto.

Alternativa A.

D.A. RESOLVE

No quadrinho 3, o cliente, na intenção de ser servido e atendido, prontamente e pela demonstração de sua aparência, nada satisfeita, chama o garçom, porque algo de inesperado aconteceu em sua comida, consequente ao quadrinho 2: a queda de alguma mosca na sopa dele. O chamamento, forma apelativa de interesse, pode ser feita, apenas, pelo nome da pessoa a quem se pede atenção ou pode vir acompanhada das seguintes interjeições: ó, ei, oi, olá. A função sintática que contempla esta informação é o vocativo.

Alternativa A.

Os quadrinhos abaixo se referem à questão 15.


Fonte: http://niquelnausea.terra.com.br.

15. No quadrinho 2, em “Os caras cortam os cromossomos com enzimas, e depois grudam as  partes diferentes!”, o termo destacado poderia ser substituído, sem que o texto perdesse seu sentido, por

a. animais.     b. cromossomos.     c. enzimas.     d. cientistas.     e. médicos.

D.A. RESOLVE


No quadrinho 2, são apresentados os "caras" que fizeram tais experiências. Os profissionais que realizam estudos para descobrirem novos resultados, através de experiências, são os cientistas.

Alternativa D.

O texto abaixo se refere às questões de 16 a 18.

Deus existe?

Algumas pessoas não sabem responder a essa pergunta. Outras não têm dúvidas: “É claro que sim”. Ou: “Não”. O físico inglês Stephen Unwin lançou um estudo matemático com uma resposta mais exata: Deus tem 67% de chances de existir. O passo-a-passo de suas equações está no livro The Probability of God (“A Probabilidade de Deus”, inédito no Brasil). Unwin usou uma fórmula criada há 200 anos, o cálculo bayesiano. Começa-se com uma probabilidade de 1 para 1. Deus tem 50% de chances de existir e 50% de não existir. A partir daí, somam-se evidências contra ou a favor da afirmação inicial. “A idéia foi equilibrar nosso lado que precisa de evidências racionais com nossa capacidade de acreditar em algo por intuição”, afirmou o físico.
(...)                                                            
Fonte: AXT, B. Revista Superinteressante, n. 200, maio 2004.

16. O físico chegou aos 67% de probabilidade de que Deus existe

a. sem levar em conta a religião.
b. estudando a fé das pessoas.
c. por meio de evidências científicas.
d. pesquisando fatos históricos.
e. por meio de equações matemáticas.

D.A. RESOLVE

A ciência que estuda probabilidades é a Matemática que equaciona, através de estudos e por meio de fórmulas. Neste caso, o físico inglês Stephen Unwin, utilizando-se de uma fórmula criada há 200 anos, o cálculo bayesiano, constatou com determinada % a existência de Deus. Evidente, que tal constatação, reflete, apenas, o posicionamento deste texto, existem muitas outras maneiras de se concretizar tal fato.

Alternativa E.

17. Segundo o número de sílabas, as palavras pessoas, lançou e Deus – encontradas no texto – são corretamente classificadas, pela ordem, como

a. trissílaba, trissílaba, dissílaba.
b. dissílaba, trissílaba, dissílaba.
c. dissílaba, trissílaba, monossílaba.
d. trissílaba, dissílaba, monossílaba.
e. dissílaba, polissílaba, monossílaba.

D.A. RESOLVE

Para se classificar uma palavra pelo número de sílabas, deve-se pronunciá-la e, desta forma, define-se em quantos pedaços ela pode ser separada para melhor e, de forma mais fácil, ser articulada, ser falada.
A palavra pes-so-as é articulada, pronunciada e dividida em 3 pedaços, para ficar mais fácil sua pronúncia, portanto em 3 sílabas,  lan-çou, em dois pedaços, duas sílabas e Deus pronuncia-se de única vez, em única sílaba.

Alternativa D.

18. Em “A partir daí, somam-se evidências contra ou a favor da afirmação inicial.”, o sujeito é
corretamente classificado como
a. simples.
b. indeterminado.
c. composto.
d. inexistente.
e. oculto.

D.A. RESOLVE

Para ser localizado o sujeito de uma oração, deve-se, primeiro, identificar seu verbo. Neste exemplo, o verbo é SOMAR.
A oração está na voz passiva sintética (=resumida, simplificada). Se houver a mudança para voz passiva analítica (=forma plena e mais conhecida), tem-se "a partir daí, são somadas evidências (por alguém) contra ou a favor da afirmação inicial." O verbo aparece de forma dupla -- são somadas. Ao se fazer a pergunta ao verbo: o que são somadas contra ou a favor da afirmação inicial...? R.: evidências, sujeito simples, determinado / claro / expresso, paciente.

Alternativa A.

19. As palavras emite, lançou e estará são verbos conjugados no modo Indicativo e, respectivamente, nos tempos

a. futuro do presente, pretérito perfeito e presente.
b. presente, pretérito perfeito e futuro do pretérito.
c. pretérito perfeito, pretérito imperfeito e presente.
d. presente, futuro do pretérito e pretérito perfeito.
e. presente, pretérito perfeito e futuro do presente.

D.A. RESOLVE


Emite (verbo emitir) apresenta uma ação que se manifesta neste momento, agora, momento presente, já, lançou (verbo lançar) reflete uma ação acontecida e terminada, tempo passado; estará (verbo estar), informa uma ação que vai acontecer, ainda, mas que, certamente, ocorrerá, tempo futuro.

Alternativa E.

Os quadrinhos abaixo se referem à questão 20.


Fonte: http://niquelnausea.terra.com.br.

20. De acordo com a linguagem utilizada, é correto afirmar que os quadrinhos foram criados

a. no século XIX.
b. usando-se uma linguagem formal.
c. com um vocabulário antiquado.
d. na primeira metade do século XX.
e. na atualidade.

D.A. RESOLVE


Pelas falas do filho, nos balões 1 e 3, percebe-se uma comunicação de jovens e de forma coloquial -- linguagem falada -- que está manifestada pelas palavras "", em vez de "estou", "prá", em vez de "para a" e "", em vez de "você", próprias da linguagem formal -- linguagem escrita. Trata-se de linguagem bem atual e sincopada, ou seja, simplificada, eliminadas letras e sílabas, e já são de conhecimento e domínio público.

Alternativa E.

MATEMÁTICA

21. João sobe uma escada de três em três degraus, enquanto Maria sobe a mesma escada de dois em dois degraus. Começaram a subir a escada juntos e se encontraram no mesmo degrau, 48 vezes, sendo que, a última vez, foi no último degrau da escada. Logo, a escada tem

a. 56 degraus.     b. 144 degraus.    c. 240 degraus.       d. 288 degraus.       e. 300 degraus.

D.A. RESOLVE

Para que ocorra um encontro entre João que sobe a escada em períodos de três em três degraus e Maria que sobe a escada em períodos de dois em dois degraus é preciso encontrar um período múltiplo dos períodos de João e Maria. Desta forma, o mmc de 3 e 2 mostra o menor período de encontro entre os dois, o produto deste mmc pelo número de encontros ocorridos resulta no número de degraus da escada. Tem-se:


Alternativa D.

22. Uma pesquisa realizada pela Embratur e publicada pela revista Veja, em 22/03/2000, afirma que, em 1999, para cada 100 turistas brasileiros que viajavam pelo país, 20 tinham mais de 60 anos. Se num determinado grupo de 4.000 pessoas, 30% viajam pelo país, de acordo com essa pesquisa, o número de turistas com mais de 60 anos será de

a. 1.200 pessoas.     b. 800 pessoas.     c. 580 pessoas.     d. 320 pessoas.     e. 240 pessoas.

D.A. RESOLVE

O primeiro passo é determinar quantas pessoas viajam pelo país do grupo de 4.000 pessoas, Tem-se:


O segundo passo é utilizar a referência: para cada 100 turistas que viajam pelo país, 20 tem mais de 60 anos. E calcular, através de uma regra de três simples e direta quantos são os turistas com mais de 60 anos no grupo de 1.200 pessoas. Tem-se:


Alternativa E.

23. Um reservatório de tratamento de efluentes (dejetos) tem o formato de um cubo, de aresta 3 metros. Sabendo-se que uma fábrica dejeta 1,5 por hora e que o período de trabalho desta fábrica é de nove horas por dia, o reservatório ficará totalmente cheio ao final de

a. meio dia.     b. um dia.     c. dois dias.     d. três dias.     e. quatro dias.

D.A. RESOLVE

O primeiro passo é calcular o volume do reservatório cúbico. Tem-se:


O volume do reservatório é 27 . O segundo passo é descobrir quantos metros cúbicos de desejos a fábrica produz por dia. Sabe-se que ela produz 1,5 de dejetos por hora e o período de trabalho é de 9 horas, então:


Sabe-se, então, que a fábrica produz 13,5 de dejetos por dia. O terceiro e último passo é calcular quantos dias levam para completar o reservatório cúbico, com os dejetos produzidos diariamente. Tem-se:


Alternativa C.

24. Para azulejar uma parede, sem deixar nenhuma falha, são necessários exatamente 200 azulejos iguais, no formato quadrado, cujo lado mede 10 centímetros. Então, a área da parede mede

a. 2 .       b. 4 .       c. 20 .        d. 40.         e. 200.

D.A. RESOLVE

O primeiro passo é calcular a área de um azulejo, cuidado com a unidade de medida, como a resposta esta em deve-se passar os 10 cm para metro. Tem-se:


Sabe-se a área de cada azulejo 0,01. O segundo passo é calcular a área dos 200 azulejos que recobrirão  a parede, tem-se:


A área da parede é 2 .

Alternativa A.

25. O quadro abaixo apresenta o número de funcionários de cada setor de uma empresa.


Escolhido um funcionário aleatoriamente, a probabilidade dele ser do setor da produção ou do controle de qualidade é de

a. 13/22.      b. 11/22.       c. 3/11.       d. 1/12.      e. 3/110.

D.A. RESOLVE

O primeiro passo é lembrar-se do conceito de probabilidade. A razão entre o número de eventos de sucesso pelo número de elementos do espaço amostral (universo) é a probabilidade de ocorrer tal evento.

O segundo passo é calcular as probabilidades de se escolher ao acaso um funcionário do setor de produção e um funcionário do controle de qualidade. Tem-se:


O terceiro passo é calcular a probabilidade de ocorrer um ou outro. Probabilidade chamada de "ou". Lembre-se que esta probabilidade é obtida pela soma das probabilidades envolvidas, tem-se:


Alternativa A.

26. A razão do consumo de energia elétrica entre chuveiros e geladeiras, em um edifício, é de 5/6. No mesmo edifício, a razão entre chuveiros e lâmpadas incandescentes é de 5/4. A razão do consumo de energia elétrica entre lâmpadas e geladeiras será de

a. 2/5.     b. 2/3.     c. 1.     d. 25/24.       e. 5/2.

D.A. RESOLVE

É um jogo de razões, onde se deseja encontrar a razão entre o consumo de energia elétrica entre lâmpadas e geladeiras, Tem-se:


Desta forma, a razão entre o consumo de lâmpadas e geladeiras vale 2/3.

Alternativa B.

27. Um grupo de amigas resolveu fazer um Chá Beneficente para arrecadar fundos para uma creche de crianças carentes. O gasto com o material foi de R$ 800,00 e elas pretendem vender cada convite por R$ 10,00. A lei que fornece o ganho ou perda de capital em função do número (x) de convites vendidos é:

a. R = (800 : x) . 10.
b. R = (10 - x) . 800.
c. R = (800 - x) . 10.
d. R = 10x - 800.
e. R = (10 + x) - 800.

D.A. RESOLVE

Para se calcular o ganho ou a perda tem-se que levar em consideração o valor gasto para organizar o evento e o valor arrecadado com a venda dos convites. O ganho ou perda é a diferença entre o valor arrecadado e o valor gasto, tem-se:


O ganho ou perda é dado pela expressão R = 10x - 800.

Alternativa D.

28. Um computador custa R$ 2.000,00 e desvaloriza 2 % ao ano. Após três anos, o computador custará

a. R$ 1.962,98.     b. R$ 1.882,38.     c. R$ 1.880,00.     d. R$ 1.700,00.     e. R$ 1.634,42.

D.A. RESOLVE

A desvalorização periódica a taxa constante é uma progressão geométrica cuja razão é dada pela diferença entre a unidade e a taxa expressa em decimais. O período de ocorrência é o expoente da expressão para o termo geral desta progressão, tem-se:


O computador custará após três anos R$ 1.882,38.

Alternativa B.

29. Um supermercado vende leite em duas embalagens, como mostram as figuras abaixo.


Para que as embalagens tenham a mesma capacidade, a altura da embalagem II deverá ser de

a. 20 cm.      b. 18 cm.      c. 12 cm.      d. 10 cm.      e. 8 cm.

D.A. RESOLVE

Para que as embalagens I e II tenham a mesma capacidade é necessário que seus volumes sejam iguais. Calculam-se, então, os dois volumes e faz-se a comparação, tem-se:



A altura x da embalagem II deverá ter 12 cm para que ambas tenham a mesma capacidade.

Alternativa C.

30. A área, em , da superfície corporal de uma pessoa é calculada através da função:


, onde P é a massa da pessoa, dada em quilogramas. A área de uma pessoa com 64 kg será de

a. 1,76 .     b. 1,88 .     c. 2,04 .     d. 2,64.      e. 3,28 .

D.A. RESOLVE

Função exponencial, basta substituir o valor da massa P na função dada e encontrar o valor da área S(P). Tem-se:


A área da superfície corporal de uma pessoa com massa de 64 kg é 1,76 .

Alternativa A.

31. Os prótons e nêutrons não são mais considerados partículas elementares. Eles se subdividem em outras partículas elementares, denominadas quarks. O quark up tem carga elétrica positiva igual a 2/3 do valor da carga elétrica do elétron, em módulo, e o quark down tem carga negativa igual a 1/3 do valor da carga elétrica do elétron. Nessas condições, pode-se afirmar que, em módulo, a carga do quark up corresponde

a. a um quarto da carga do quark down.
b. à metade da carga do quark down.
c. ao dobro da carga do quark down.
d. ao triplo da carga do quark down.
e. ao quádruplo da carga do quark down.

D.A. RESOLVE

Basta comparar as cargas elétricas do quark e do quark down. Tem-se:


Percebe-se que o quark up possui o dobro da carga do quark down.

Alternativa C.

32. Um cabo vai ser colocado, ligando o pé da árvore (A) ao topo da encosta (T), como mostra a figura abaixo.


A medida (x) do cabo deverá ser calculada através da expressão:



D.A. RESOLVE

Para o triângulo retângulo representado na figura, valem as relações trigonométricas. A hipotenusa do triângulo é representada por x e o cateto adjacente ao ângulo de 60° vale 60 m. Desta forma, utiliza-se a relação trigonométrica denominada cosseno, tem-se:


Alternativa A.

33. Uma panela de forma cilíndrica, de raio 10 cm e altura 15 cm, está completamente cheia de doce de leite (sem exceder a sua altura). O número máximo de doces, em formato de cubinhos e de aresta 2 cm, que se pode fazer é de, aproximadamente,

Considere:



a. 262 doces.     b. 346 doces.     c. 589 doces.     d. 697 doces.      e. 785 doces.

D.A. RESOLVE

É necessário calcular o volume de doce na panela e o volume de 1 cubinho de doce e em seguida compará-los, tem-se:


A panela é um cilindro cujo volume é dado pelo produto da área da base e da altura. O cubinho tem como volume o cubo da aresta, calcula-se:



O doce da panela pode se transformar em 589 cubinhos de doce de leite.

Alternativa C.
  
34. O menor ângulo formado pelos ponteiros de um relógio, às 17h, mede

a. 60º       b. 90º       c. 120º       d. 135º        e. 150º

D.A. RESOLVE

Analisa-se o relógio, cada espaço entre as indicações numéricas perfaz um ângulo de 30°, uma vez que, o ângulo total da circunferência do relógio é 360° e as indicações numéricas dividem esta circunferência em 12 partes iguais. Tem-se:



Alternativa E.

35. João possui um terreno quadrado de 40 m de lado, no qual pretende construir uma casa. O engenheiro responsável pela planta impõe a seguinte condição: a área reservada para o jardim ( j ) deverá ter a forma triangular, como mostra a figura abaixo.


Seja y a área da parte restante (em ) do terreno. A expressão que dá y, em função de x, é:

a. y = 1.600 - 40x.
b. y = 1.600 - 20x.
c. y = (40 - x)(40 - x).
d. y = x² - 40.
e. y = x² - 20.

D.A. RESOLVE

Vê-se que a área y é dada pela diferença entre a área total do terreno (quadrado) e a área do jardim (triângulo). Tem-se:


Alternativa B.

36. O gráfico abaixo mostra a evolução do nível de desemprego no Brasil, no período de 1991 a 2001.

Fonte: IBGE.

Pela análise do gráfico, pode-se afirmar que

a. em 1998, a taxa total de desemprego foi de 7%.
b. a menor taxa de desemprego, para os homens, ocorreu em 2001.
c. a taxa total de desemprego manteve-se sempre constante no período de 1998 a 2000.
d. em 2000, a taxa de desemprego, para as mulheres, foi de 8%.
e. a taxa de desemprego das mulheres manteve-se abaixo da taxa de desemprego dos homens
no período de 1998 a 2000.

D.A. RESOLVE

a) Em 1998 a taxa total de desemprego estava entre 7 e 8 %.
b) A menor taxa de desemprego, para os homens, ocorreu em 1995 e estava entre 4 e 5 %.
c) A taxa total de desemprego manteve-se a mesma no período de 1998 a 1999 e decresceu de 1999 a 2000.
d) Em 2000 a taxa de desemprego, para mulheres, foi de 8 %.
e) A taxa de desemprego, para os homens, sempre se manteve abaixo da taxa de desemprego, para as mulheres.

Alternativa D.

37. Jairton começou sua viagem às 10 horas, com velocidade constante de 105 km/h. Das 10h às 12h, andou do km 30 até o km 240, quando parou para almoçar por duas horas. O melhor esboço de gráfico que representa a posição (S) de Jairton em função do tempo (t), em horas, no período das 10h às 14h, é


D.A. RESOLVE

Jairton das 10 h às 12 h deslocou-se do km 30 até o km 240, tem-se neste trecho uma linha crescente. As 12 h, no km 240, parou para almoçar e ficou naquele km até as 14 h, neste trecho tem-se uma linha horizontal que indica a constância da posição. O gráfico que melhor representa a situação é o D.

Alternativa D.

38. Considere as “molduras”, formadas de ladrilhos, representadas pela seqüência abaixo.


Nessa ordem, a moldura 8 terá

a. 40 ladrilhos.
b. 38 ladrilhos.
c. 36 ladrilhos.
d. 32 ladrilhos.
e. 26 ladrilhos.

D.A. RESOLVE

Tem-se, aqui, uma progressão aritmética de razão 4, uma vez que o número de ladrilhos de uma moldura para a outra, sempre aumenta de 4. Utiliza-se a expressão do termo geral da P.A. para se calcular a quantidade de ladrilhos da 8ª moldura. Tem-se:


A 8ª moldura terá 36 ladrilhos.

Alternativa C.

39. Um técnico de basquete escalou 4 jogadores cujas alturas são: 1,92 m, 1,90 m, 1,85 m e 1,78 m. Para que a média de altura dessa equipe seja 1,88 m, é necessário que o quinto jogador tenha

a. 1,82 m.      b. 1,85 m.      c. 1,87 m.       d. 1,95 m.      e. 1,93 m.

D.A.RESOLVE

Média aritmética simples, somam-se os valores de cada item e divide-se o resultado pelo número de itens. Conhecem-se as alturas de quatro dos jogadores, a altura desconhecida será x. Somam-se as cinco alturas e divide-se o resultado por cinco o que resultará na média 1,88 m. Tem-se:


Para que a média aritmética da alturas seja 1,88 m, o quinto jogador deverá ter 1,95 m de altura.

Alternativa D.

40. Um vaso caiu do vigésimo primeiro andar de um edifício, a 63 m do solo. Em qualquer instante da queda, a altura h do vaso em relação ao solo é dada, em metros, por: h = 63 - 7t², onde t, em segundos, representa o tempo que o vaso demora para chegar ao solo. Nessas condições, o tempo que o vaso levou para atingir o solo (h = 0) foi de

a. 28 segundos.
b. 14 segundos.
c. 7 segundos.
d. 4 segundos.
e. 3 segundos.

D.A. RESOLVE

Função do 2º grau, onde se sabe a altura (h = 0) e procura-se o instante de tempo (t) em que se chega a ela. Calcula-se:


A altura do vaso é 0 m (chão) quando o tempo é 3 segundos. A medida negativa não tem significado físico, uma vez que não existe tempo negativo.

Alternativa E.

BIOLOGIA

41. As vitaminas são substâncias reguladoras que devem ser continuamente incorporadas ao organismo, em doses muito pequenas, para garantir um metabolismo normal. As vitaminas costumam ser reunidas em dois grupos, de acordo com a solubilidade em água (hidrossolúveis) ou em lipídios (lipossolúveis). As vitaminas lipossolúveis são encontradas nos alimentos ricos em gorduras como, por exemplo,

a. caju.      b. centeio.      c. morango.      d. gema de ovo.      e. trigo integral.

42. O fenômeno atmosférico em que se forma uma camada de ar quente a uma determinada altitude, impedindo a dispersão de poluentes e agravando a poluição atmosférica, é conhecido como

a. efeito estufa.
b. inversão térmica.
c. eutrofização.
d. chuva ácida.
e. buraco na camada de ozônio.

43. A aspirina é, talvez, o medicamento mais consumido em todo o mundo, desde o seu aparecimento, há cerca de 100 anos, especialmente no combate à dor e à febre. Atualmente, ela é importante no tratamento de pessoas com riscos de apresentar problemas circulatórios, especialmente formação de coágulos (densa placa gelatinosa), com o conseqüente entupimento dos vasos sanguíneos. Como primeiro passo na formação de um coágulo, a ação da aspirina, nesses casos, é a de

a. induzir a ação do plasma.
b. aumentar a ação das plaquetas.
c. facilitar a ação dos glóbulos brancos.
d. bloquear a ação dos glóbulos vermelhos.
e. bloquear a ação das plaquetas.

44. Na natureza, indivíduos de espécies diferentes raramente se acasalam. Algumas vezes isso acontece, resultando em descendentes estéreis, como é o caso da mula, que é o resultado do cruzamento entre jumento e égua. O número de cromossomos da espécie do jumento é 62 e o da égua é 64. Cada célula do corpo da mula tem 63 cromossomos. A mula é estéril porque

a. é hermafrodita, pois tem os dois sexos em um só indivíduo.
b. seus embriões não se desenvolvem, pois têm maior número de cromossomos.
c. seus cromossomos desintegram no decorrer da divisão celular, originando seres anucleados.
d. o número ímpar de cromossomos não permite que todos formem pares durante a meiose.
e. não exerce função reprodutora, somente é usada como meio de transporte.

45. O etileno é um hormônio gasoso que estimula o amadurecimento dos frutos. Para conservar os alimentos e evitar o apodrecimento precoce, a dona-de-casa coloca frutas na geladeira, porque o frio

a. congela o gás etileno.
b. inibe a produção do etileno.
c. estimula a produção do etileno.
d. predispõe o aparecimento de giberelina.
e. transforma o gás etileno em gás carbônico.

46. Sucessão ecológica é o conjunto de mudanças ordenadas pelas quais passa uma comunidade biológica. A sucessão que ocorre em uma região estéril é chamada primária e a que ocorre em locais já habitados, cujo equilíbrio foi rompido por alguma mudança ambiental, é chamada secundária. A partir dessas informações, assinale a alternativa que demonstra apenas sucessão secundária:

a. ilhas vulcânicas.
b. floresta recém-derrubada.
c. terrenos cobertos por lava.
d. dunas de areia recém-formadas.
e. rochas expostas por recuo de geleiras.

QUÍMICA

47. A telefonia celular vem se expandido a cada dia. Com ela houve um aumento de venda de aparelhos celulares, podendo trazer problemas ambientais devido ao descarte das baterias descarregadas, que contêm os metais pesados níquel e cádmio. Os símbolos do níquel e cádmio são, respectivamente,

a. Ni e Ca.      b. Nq e Cd.     c. Ni e Cm.     d. Nq e Ca.     e. Ni e Cd.

48. Observe a tabela a seguir.


Combinando-se os cátions e os ânions da tabela acima, podemos obter os compostos de fórmulas NaCl, H2SO4, KOH e CaCO3, que pertencem, respectivamente, às funções químicas

a. sal, ácido, base e sal.
b. ácido, sal, óxido e base.
c. base, sal, base e ácido.
d. base, óxido, óxido e sal.
e. ácido, base, sal e óxido.

49. As fórmulas F2, C2H6O, H2O, Cdiamante e H2 representam, respectivamente, substâncias

a. composta, composta, simples, simples e simples.
b. composta, simples, simples, simples e composta.
c. simples, simples, simples, composta e composta.
d. simples, composta, composta, simples e simples.
e. simples, simples, composta, composta e simples.

50. Podemos obter o sulfato de alumínio fazendo reagir o ácido sulfúrico com o hidróxido de alumínio, conforme a equação:

3H2SO4 + 2Al(OH)3 ---> Al2(SO4)3 + 6H2O

Esse tipo de reação é conhecido como reação de

a. combustão.
b. neutralização.
c. fotossíntese.
d. simples troca.
e. síntese.

51. Observe a tabela a seguir.


Podemos afirmar que nas temperaturas de 36 ºC, 67 ºC, 285 ºC e 512 ºC serão retirados, respectivamente,

a. gás de petróleo, gasolina, querosene e óleo diesel.
b. gás de petróleo, óleo diesel, óleos combustíveis e resíduos.
c. gasolina, querosene, óleo diesel e óleos combustíveis.
d. gás de petróleo, gasolina, óleo diesel e óleos lubrificantes.
e. gasolina, gás de petróleo, querosene e óleos lubrificantes.

52. Um analista químico necessita preparar 400 mL de uma solução de KMnO4 0,5 M. A massa de KMnO4 necessária para preparar essa solução é de
Dados: Massa Atômica:    K = 39
Mn = 55
O = 16

a. 0,316 g.     b. 3,16 g.       c. 31,6 g.       d. 316 g.         e. 3.160 g.

53. Polímero vem do grego e significa “muitas partes”. Existem polímeros naturais e sintéticos. Os polímeros sintéticos são utilizados em nosso dia-a-dia, como saquinhos plásticos, embalagens térmicas, tubos de água, lentes inquebráveis e garrafas de refrigerantes. De acordo com a seqüência de utilização, estamos nos referindo, respectivamente, aos polímeros:

a. Polietileno, Isopor, PVC, Acrílico e PET.
b. Isopor, PVC, Acrílico, PET e Polietileno.
c. PVC, Isopor, Polietileno, Acrílico e PET.
d. Polietileno, Isopor, PET, Acrílico e PVC.
e. PET, Isopor , PVC, Acrílico e Polietileno.

FÍSICA

54. A esfera da figura inicia o movimento no ponto I, partindo do repouso. Durante o percurso até o ponto F, não encontra nenhum atrito nem resistência.
Dados: g = 10 m/s²


A velocidade da esfera em F é, em m/s,












D.A. RESOLVE

O primeiro passo é entender o conceito da conservação da energia mecânica.
A energia mecânica é a soma da energia cinética, de movimento, com a energia potencial, armazenada. Em um sistema conservativo de energia não há perdas, então, a energia mecânica no início do movimento é igual a energia mecânica no final do mesmo, tem-se:


O segundo passo é determinar o que venha a ser energia cinética e energia potencial, tem-se:


O terceiro passo é utilizar o princípio da conservação da energia mecânica para calcular a velocidade da esfera no ponto F, tem-se:


Sendo assim, a velocidade da esfera no ponto F é 10 m/s.

Alternativa B.

55. A tabela abaixo fornece a intensidade de corrente elétrica i (A) num condutor, em função das tensões U (V) aplicadas às extremidades desse condutor.


Com base nos dados da tabela, pode-se afirmar que

a. o condutor é ôhmico, de resistência elétrica 0,1 ohm.
b. o condutor não é ôhmico.
c. o condutor é ôhmico, de resistência elétrica 10 ohm.
d. quando a tensão aplicada aos extremos do condutor é de 4,0 V, a potência dissipada no condutor é de 10 W.
e. aplicando uma tensão de 40 V aos extremos do condutor, a intensidade de corrente elétrica que circula nesse condutor é de 2 A.

D.A. RESOLVE

O primeiro passo é saber identificar um condutor ôhmico. Esse tipo de condutor mantém a sua resistência constante para qualquer tensão elétrica e, consequentemente, qualquer corrente elétrica empregada.

O segundo passo é calcular a resistência elétrica do condutor para os vários valores de corrente e tensão dados na tabela e verificar se ela se mantém constante, para isso, utiliza-se a 1ª Lei de Ohm, tem-se:


Percebe-se que a resistência elétrica se mantém constante, então, trata-se de um condutor ôhmico de 10 ohms.

O terceiro passo é confirmar a potência dissipada pelo condutor, quando o mesmo está ligado à tensão de 4 V, tem-se:


A potência dissipada pelo condutor quando ligado a tensão de 4 V é 1,6 W e não 10 W.

O quarto passo é calcular o valor da corrente elétrica quando o condutor está ligado à tensão de 40 V, tem-se:


A corrente elétrica que circula o condutor, quando ligado à tensão de 40 V, é 4 A e não 2 A.

Desta forma, o condutor é ôhmico de 10 ohms.

Alternativa C.

56. Um motor elétrico realiza um trabalho igual a 8.400 J durante um minuto. Sabendo-se que esse motor absorve energia elétrica com potência de 200 W, a potência útil e o rendimento desse motor são, respectivamente,

a. 24 W e 1,3.
b. 42 W e 0,3.
c. 140 W e 0,7.
d. 200 W e 1,7.
e. 2.520 W e 0,3.

D.A. RESOLVE

O primeiro passo é calcular a potência útil do motor elétrico, sabe-se que potência útil é o trabalho realizado em um determinado tempo. Matematicamente, potência útil é a razão entre o trabalho e o tempo, tem-se:



A potência útil do motor elétrico é 140 W.

O segundo passo é utilizar o conceito de potência total, consumida pelo motor, para se calcular a potência dissipada, tem-se:


A potência dissipada pelo motor elétrico é 60 W.

O terceiro passo é calcular o rendimento desse motor, tem-se:


Desta forma, a potência útil do motor é 140 W e seu rendimento é 0,7 ou 70 %.

Alternativa C.

57. Com relação à refração da luz, na passagem de um meio para outro, opticamente diferente, observa-se que a grandeza que não se altera é

a. a velocidade de propagação.
b. a freqüência.
c. o comprimento de onda.
d. a direção do raio de luz.
e. o índice de refração.

D.A. RESOLVE

O primeiro passo é entender o conceito de refração da luz. Ela ocorre quando a luz passa de um meio para um outro, com índices de refração diferentes. Nessa situação tanto a velocidade da luz, quanto o comprimento de onda se alteram na mesma proporção. A grandeza física que se mantém é a frequência, tem-se:


É fácil perceber que se a velocidade e o comprimento de onda variam proporcionalmente a frequência se mantém, veja:


Desta forma, na refração da luz a frequência se mantém.

Alternativa B.

58. Quando colocamos dois corpos, com diferentes temperaturas, num recipiente isolado termicamente, podemos dizer que a maior variação de temperatura se dará no corpo de menor

a. temperatura.
b. massa.
c. calor específico.
d. calor latente.
e. capacidade térmica.

D.A. RESOLVE

O primeiro passo é entender o conceito de capacidade térmica que trata da quantidade de calor necessária para que um objeto varie sua temperatura de 1 °C. Quando se colocam dois objetos em um calorímetro, tem-se um sistema isolado e a troca de calor entre os objetos segue o princípio da conservação da energia. O objeto de maior temperatura sede uma quantidade de calor para o objeto de menor temperatura que recebe a mesma quantidade de calor.

O segundo passo é analisar, matematicamente, e verificar qual o corpo que terá maior variação em sua temperatura, tem-se:


Desta forma, a maior variação de temperatura ocorre no corpo de menor capacidade térmica.

Alternativa E.

59. Observe o esquema.


Os corpos A, B e C não se tocam e os três estão isolados da Terra.
Dado que C está carregado positivamente e B é um condutor neutro, conclui-se que a bolinha metálica A

a. está neutra ou carregada positivamente.
b. só pode estar neutra.
c. só pode estar carregada positivamente.
d. só pode estar carregada negativamente.
e. está carregada negativamente ou está neutra.

D.A. RESOLVE

O primeiro passo é saber que corpos com cargas elétricas iguais se repelem e corpos com cargas elétricas diferentes se atraem.

O segundo passo é saber que o condutor neutro B, ao ser colocado próximo a esfera C carregada positivamente,  sofre processo de eletrização por indução, vê-se:


O terceiro passo é saber que para um objeto ser atraído por outro carregado positivamente ele deve estar carregado negativamente, cargas elétricas diferentes se atraem, ou ele deve estar neutro.

Alternativa E.

60. Um recipiente cilíndrico de altura 10 m armazena água de densidade 1.000 kg/m³. Se a pressão atmosférica no local é de 100.000 N/m² e a aceleração da gravidade é 10 m/s², podemos dizer que a pressão no fundo do recipiente é, em newtons por metro quadrado,











O primeiro passo é esquematizar a situação descrita, vê-se:


O segundo passo é entender que no fundo do cilindro agem a pressão atmosférica Pa e a pressão hidrostática Ph. Então, a pressão total PT é a soma das outras duas. Como a pressão hidrostática depende da densidade do líquido, da aceleração da gravidade local e da altura de líquido, tem-se:


Alternativa A.

3 comentários:

  1. Aonde esta as respostas das questoes 41... ate 60???

    ResponderExcluir
  2. que site maravilhoso como alguem consegue errar em algo tão basico da matematica aonde 6x48 é equivalente a 144 nao acredito q perdi todo esse tempo em fontes não confiaveis(verificar questão 21).

    ResponderExcluir
  3. Você não perdeu tempo em aprender em nosso site.

    Tenho certeza, ser de seu conhecimento, que pessoas humanas erram. Nosso engano já foi corrigido, muito obrigado por nos alertar.

    Afinal, resolver milhares de questões, totalmente de graça, em curto período de tempo, não é tão simples assim.

    Espero continuar contando com a ajuda de todos os Amigos do Conhecimento na supervisão de nosso trabalho.

    Atenciosamente

    Reginaldo Nofoente Duran, Professor de Física e Matemática do D.A.

    ResponderExcluir

Para confirmar seu interesse, informe a questão, o nome da prova, seu nome completo e e-mail pessoal.
Se preferir, mande-nos as informações para nosso e-mail: desafio.alfa@gmail.com .

DAXIANOS DO CONHECIMENTO - SEJA MAIS UM...

Professores Responsáveis

  • Prof. Edson Gallina
  • Prof. Reginaldo Nofoente Duran