NO ESPAÇO EM BRANCO, ABAIXO, COLOQUE ASSUNTOS DE SEU INTERESSE E PESQUISE.

Carregando...

VISITÔMETRO DO DAX

Português - Regências verbal e nominal. Verbo intransitivo

10/02/2010 - Matheus disse...

olá, meu nome é Matheus,e-mail é matheus-martinez@hotmail.com e eu queria saber sobre a questão 14, da prova SENAI CGE 297.  O que vem a ser regência e por que o verbo ir é verbo intransitivo, já que se você vai, você vai a algum lugar...


Me mande um email, obrigado.
 
11/02/2010 - CCDA RESOLVE
 
Prezado Matheus, regência é a forma como as palavras comandam outras, ou seja, tais palavras pedem complementos.
Verbos, substantivos ou adjetivos podem pedir complementos para completarem-se e tornar possível o entendimento das orações em que se encontram.
Existem a regência verbal e a regência nominal.


Na regência verbal a palavra que comanda, que pede complemento, é o verbo.
Exemplo: Encontrei a encomenda perdida. Nesta oração, o verbo encontrei é o termo regente, ou seja, por ser um verbo transitivo e não ter sentido completo, precisa de complemento. Tem-se, então, encontrei o que? Resposta: a encomenda perdida.  A encomenda perdida é o termo regido, é o complemento.


Na regência nominal a palavra que comanda, que pede complemento, é o substantivo ou o adjetivo.
Exemplo: Estou apto ao trabalho. Nesta oração, o adjetivo apto é o termo regente, ou seja, por ser um adjetivo sem sentido completo, precisa de complemento. Tem-se, então, Estou apto a que? Resposta: ao trabalho. Ao trabalho são os termos regidos, portanto, os complementos de apto.
Exemplo: Os bombeiros evitaram a queima dos equipamentos plásticos. Nesta oração, o substantivo queima é o termo regente, ou seja, por ser um substantivo sem sentido completo, precisa de complemento. Tem-se, então, Os bombeiros evitaram a queima do que? Resposta: dos equipamentos plásticos. Dos equipamentos plásticos são os termos regidos, portanto, os complementos de queima.


Sobre o verbo IR, ele é verbo instransitivo, ele já tem sentido completo e não precisa de complementos.
É possível reconhecê-lo desta forma pelas perguntas que se podem fazer-lhe: IR aonde? Ir à cidade (lugar).  IR com quem? Ir com meus irmãos (companhia). IR para que? Ir para o trabalho (finalidade). IR por quê? Ir porque minha ajuda é necessária (causa, motivo). Ir quando? Ir às 5 horas (tempo). Todas as perguntas feitas vão melhorar as informações da ação que o verbo IR faz.


Hoje, na linguagem dos jovens brasileiros, é muito comum falar "FUI..." (= vou embora, não posso ficar mais com vocês.) Apenas, FUI, terceira pessoa do singular do pretérito do Indicativo do verbo IR, foi suficiente para o bom entendimento, sem necessidade de maiores e melhores explicações. Assim, pode-se perceber que o verbo IR é intransitivo.


Espero ter ajudado. Mande-nos mais dúvidas. Peça aos seus amigos para mandarem também.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Para confirmar seu interesse, informe a questão, o nome da prova, seu nome completo e e-mail pessoal.
Se preferir, mande-nos as informações para nosso e-mail: desafio.alfa@gmail.com .

DAXIANOS DO CONHECIMENTO - SEJA MAIS UM...

DAX'S PUBLICAÇÕES

Professores Responsáveis

  • Prof. Edson Gallina
  • Prof. Reginaldo Nofoente Duran