NO ESPAÇO EM BRANCO, ABAIXO, COLOQUE ASSUNTOS DE SEU INTERESSE E PESQUISE.

VISITÔMETRO DO DAX

Português- Verbos Haver e Fazer + Sujeito Inexistente

06/02/2010 - Pedro Ferreira disse...


Prezado professor,estou precisando da sua ajuda.

Em relação à concordância verbal, marque a opção que NÃO obedece ao padrão culto da Língua Portuguesa.

(A) Há anos não a vejo.

(B) Havia brinquedos sobre a cadeira.

(C) Faz anos que não vejo aquele menino.

(D) Houveram mais brinquedo naquela casa.

(E) Deveria haver mais brinquedos naquela prateleira.

Muito obrigado!

11/02/2010 - CCDA RESOLVE

Pedro, sou Edson, Professor de Português do CCDA e vou ajudá-lo nesta dúvida.

Nas alternativas com verbo HAVER, o emprego está sendo no sentido de EXISTIR, e possibilita orações com sujeito inexistente. O mesmo ocorre com o verbo FAZER, que, também, está indicando tempo, tem-se, portanto, sujeito inexistente.

As alternativas (A), (B), (C) e (E) apresentam os verbos HAVER e FAZER empregados como já se falou acima e, portanto, não combinam com os elementos que vêm depois deles, pois ficam no singular, de forma impessoal (= numa única pessoa pelo fato de apresentarem sujeitos inexistentes.) Todas estão corretas.

A alternativa (D) é a que apresenta erro pelas informações já apresentadas e, observe-se, ainda, o verbo HAVER aparece no plural e  brinquedo está no singular (= palavra com que ele se relaciona.).

Espero ter ajudado. Procure não mandar muitas perguntas por vez, no máximo duas (desta vez você nos mandou VINTE) pelo fato de haver um número bastante grande de internautas que nos mandam suas dúvidas, também, que merecem a mesma atenção dada a você. Avise seus amigos para mandarem dúvidas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Para confirmar seu interesse, informe a questão, o nome da prova, seu nome completo e e-mail pessoal.
Se preferir, mande-nos as informações para nosso e-mail: desafio.alfa@gmail.com .

DAXIANOS DO CONHECIMENTO - SEJA MAIS UM...

DAX'S PUBLICAÇÕES

Professores Responsáveis

  • Prof. Edson Gallina
  • Prof. Reginaldo Nofoente Duran