NO ESPAÇO EM BRANCO, ABAIXO, COLOQUE ASSUNTOS DE SEU INTERESSE E PESQUISE.

Carregando...

VISITÔMETRO DO DAX

PROVA SENAI CGE 2005 - 1º SEMESTRE 2010 - CCDA RESOLVE

Se você tiver interesse pelo comentário de alguma questão não resolvida desta prova, clique no link abaixo:

L Í N G U A P O R T U G U E S A

A música abaixo se refere às questões 1 e 2.

Infinito Particular

Eis o melhor e o pior de mim
O meu termômetro, o meu quilate
Vem, cara, me retrate
Não é impossível
Eu não sou difícil de ler
Faça sua parte
Eu sou daqui, eu não sou de Marte
Vem, cara, me repara
Não vê, tá na cara, sou porta bandeira de mim
Só não se perca ao entrar
No meu infinito particular
Em alguns instantes
Sou pequenina e também gigante
Vem, cara, se declara
O mundo é portátil
Pra quem não tem nada a esconder
Olha minha cara
É só mistério, não tem segredo
Vem cá, não tenha medo
A água é potável
Daqui você pode beber
Só não se perca ao entrar
E o meu infinito particular.

Fonte: composição: Arnaldo Antunes, Marisa Monte, Carlinhos Brown.

1. Em: “Eis o melhor e o pior de mim...”, neste verso há presença da seguinte figura de linguagem:

a. paradoxo.  b. metonímia.   c. hipérbole.   d. onomatopéia.  e. antítese.

Comentário: São apresentadas duas ideias opostas, em frases diferentes, neste caso, separadas pela conjunção E. Tem-se, então, a figura de linguagem conhecida por ANTÍTESE.  

Alternativa E.

2. Sobre a expressão “cara” presente no terceiro verso, é possível afirmar que:

a. expressa a função de vocativo.
b. é usada como predicativo do sujeito.
c. trata-se de um adjetivo.
d. exerce a função de advérbio de intensidade.
e. está colocada entre vírgulas por se tratar de uma expressão pouco utilizada.

Comentário: A palavra CARA está representando uma pessoa, é uma forma de tratamento popular, está entre vírgulas. Pode-se colocar, antes desta palavra, as interjeições Ó, EI, OI ou OLÁ e com uma delas percebe-se que a pessoa está sendo chamada a participar. O VOCATIVO é uma forma de chamamento e  pede que a pessoa participe da situação.

Alternativa A.

3. A sequência de palavras a seguir que contém erros de grafia é:

a. caixa; enxergar; enxurrada; enxotar; caho.
b. ficha; engraxate; pechincha; ameixa; chance.
c. mecher; pexincha; enchoval; gueicha; caxeado.
d. exequível; enxertar; enchova; mexer; gueixa.
e. excêntrico; exmplícito; lixa; cacheado; chácara.

Comentário: A alternativa C possui todas as palavras escritas com erros. No entanto, observe-se que houve um erro de digitação na alternativa A,  palavra CAHO (?) = CACHO (?). Na alternativa E, também, houve erro de digitação EXMPLÍCITO (?) = EXPLÍCITO. Possivelmente, esta questão será anulada.

Sem alternativa correta. Três alternativas possuem erros de grafia. Esta questão deverá ser anulada.

4. Marque a alternativa em que a colocação dos pronomes oblíquos átonos esteja incorreta.

a. Jamais lhe perdoarei por tudo o que me fez.
b. Isso não se faz.
c. Vestiu-se com esmero.
d. Dir-te-ei toda a verdade.
e. Em tratando-se de minha irmã, tudo é possível.

Comentário:  As alternativas a e b estão corretas, pois as palavras JAMAIS e NÃO atraem os pronomes pessoais oblíquos átonos, por serem advérbios, daí acontecer próclise, emprego do pronome obliquo, antes do verbo; a alternativa c está correta pelo emprego do pronome oblíquo, depois do verbo, que inicia a frase, tem-se ênclise; a alternativa d está correta, com o emprego do pronome oblíquo "quebrando" o verbo em dois pedaços, por estar no futuro do presente, daí o uso da mesóclise, que é o emprego do pronome no meio do verbo. A alternativa e está errada, pelo fato de ser usada uma informação verbal no gerúndio acompanhada da preposição em (expressão francesa), utiliza-se a forma em se tratando, com emprego do pronome, antes do verbo, daí próclise.

Alternativa E.

5. O sujeito está indeterminado em:

a. Haverá dias de chuva densa.
b. Vim animar a festa.
c. Eles necessitam de dinheiro.
d. Nós estudamos o suficiente, por isso fomos aprovados.
e. Falaram muitas vezes, mas nada esclareceram.

Comentário: A alternativa a possui sujeito inexistente, pois o verbo haver foi empregado indicando tempo. A alternativa b apresenta sujeito oculto (eu); a alternativa c tem sujeito expresso, determinado e agente = Eles. A alternativa d apresenta, também, sujeito expresso, determinado e agente= Nós, na primeira frase; já na segunda frase, o sujeito é oculto (nós) por já ter sido mencionado na frase anterior. A única alternativa com sujeito indeterminado é a da letra e, nas duas frases, pois desde a primeira frase não se sabe quem falou, nem se sabe quem nada esclareceu.
Uma das características de sujeito INDETERMINADO = verbo na terceira pessoa do plural sem frase antecedente que apresente um sujeito identificado.

Alternativa E.

6. A respeito das vozes verbais, assinale a opção que contenha a voz reflexiva.

a. Os meninos do bairro consertaram a vidraça.
b. As canções foram cantadas afinadamente.
c. O castelo de areia foi levado pela maré.
d. O bombeiro feriu-se gravemente.
e. A mãe afagou os cabelos do filho em tom de adeus.

Comentário: a única alternativa que apresenta ação reflexa, isto é, em que o sujeito pratica uma ação e a recebe, ao mesmo tempo, é a em que o bombeiro pratica e recebe a mesma ação, ao mesmo tempo, FERIR-SE.

Alternativa D.

7. A alternativa que apresenta um tritongo é:

a. moer.       b. noite.      c. gratuito.       d. iguais.      e. glória.

Comentário: Tritongo é um encontro vocálico formado de três sons de vogais pronunciados. Assim, a única alternativa em que aparece um tritongo é em IGUAIS.

Alternativa D.

8. É um substantivo primitivo:

a. floricultura.      b. pedreiro.       c. pedra.        d. cafezal.       e. casebre.

Comentário: Substantivo primitivo é aquele que dá origem a outros substantivos da mesma derivação, ou seja, mantém o mesmo sentido ou significado do substantivo primitivo. Observe: pedreiro é um substantivo derivado de pedra. Pedreiro = que trabalha com pedras (= antigo produto para construções). Por esta explicação, deduz-se que pedra é um substantivo que dá origem a outros, então, é um substantivo primitivo.

Alternativa C.

9. Marque a alternativa em que o termo destacado exerça a função de objeto direto.

a. As meninas gostavam de música.
b. A professora não confia em seus alunos.
c. Ele gosta de ler livros de romance.
d. Nair vendia doces.
e. A secretária se encarregou do formulário.

Comentário: Para se encontrar um objeto direto, em uma frase, deve-se identificar o verbo e saber se tal verbo é transitivo.
Verbo transitivo é aquele que, embora seja importante na frase, não tem sentido completo e precisa de um complemento para dar-lhe sentido. Todas as frases citadas, nas alternativas, têm verbos transitivos.
No entanto, para se encontrar um objeto direto é preciso que o verbo seja transitivo direto, ou seja, que ele faça as seguintes perguntas o que? Quem? após o citado verbo.
Na alternativa a, o verbo é gostavam. Então: gostavam de que? De música (objeto indireto)
Na alternativa b, o verbo é confia. Então: confia em que? Em seus alunos (objeto indireto)
Na alternativa c, um verbo é gosta. Então: gosta de que? De ler  (objeto indireto). No entanto, existe outro verbo na frase, que é ler. Então: ler o que? Livros de romance = livros românticos (objeto direto)
Na alternativa d, o verbo é vendia. Então: vendia o que? Doces (objeto direto)
Na alternativa e, o verbo é encarregou-se. Então: encarregou-se do que? Do formulário (objeto indireto)

Observação: nesta questão, há duas alternativas certas C e  D. Esta questão, também, deverá ser anulada.

O trecho abaixo se refere às questões de 10 a 12.

“Perdoem-me os pais que se queixam de que os filhos são um fardo, de que faltam tempo, dinheiro, paciência. Receio que o fardo, o obstáculo e o estorvo a um crescimento saudável dos filhos sejam eles ”.

Fonte: LUFT, L. Ponto de Vista. In: Revista Veja, 6 jun. 2007.

10. O termo “eles” presente na última linha do trecho

a. diz respeito aos filhos.
b. refere-se aos pais.
c. está nominando os problemas de um crescimento saudável.
d. explica os adjetivos impostos aos filhos.
e. substitui a expressão “queixam”.

Comentário: O termo "eles", encontrado no trecho, acima, refere-se aos pais.
Explica-se: colocando-se a frase numa ordem adaptada e mais fácil de ser entendida: (Eu, o autor) Receio que o fardo, o obstáculo e o estorvo sejam eles (= os pais) para um crescimento saudável dos filhos. Desta forma, torna-se mais clara a informação.

Alternativa B.

11. A opinião que a autora demonstra no trecho é:

a. favorável aos pais, uma vez que os filhos são problemas.
b. neutra, não manifesta defesa nem para os filhos, nem para os pais.
c. favorável aos pais e filhos, uma vez que a falta de dinheiro constitui-se no problema central da discussão.
d. favorável aos filhos, pois eles, segundo o texto, devem agir livremente sem regras e limites.
e. favorável aos filhos, uma vez que os pais, segundo a autora, podem ser obstáculos para um crescimento saudável.

Comentário: Nosso comentário, na questão anterior, possibilita melhor entendimento (= o trecho foi apresentado em forma mais fácil de compreender) e assim reconhecer que a resposta correta é

Alternativa E.

12. A expressão “Perdoem-me os pais...” é:

a. uma oração.
b. uma frase nominal.
c. um período composto.
d. uma frase interrogativa.
e. um período composto por coordenação.

Comentário: trata-se de uma oração, possui única ideia bastante clara, possui um verbo. Não poderá ser frase nominal, porque tal ideia vem expressa por um verbo. A frase nominal tem por característica não apresentar verbos que indiquem ação; para ser período composto seria necessário apresentarem-se, no mínimo duas ideias; não é frase interrogativa, pois não apresenta nenhum questionamento, não há ponto de interrogação.

Alternativa A.

13. Assinale a alternativa que apresenta erros quanto à concordância verbal.

a. Nós vamos ao cinema.
b. A angústia e o nevosismo não o ajudavam a se concentrar na prova.
c. Ana ou Paula será a nova secretária.
d. Aquelas confusões atrapalhou a conversa.
e. Nem eu nem você sabemos cozinhar.

Comentário: Na concordância verbal, o verbo deve concordar em número (singular/plural) e em pessoa (1ª - eu/nós; 2ª - tu/vós; 3ª - ele/ela) com o sujeito da frase.
A oração da alternativa d tem por sujeito aquelas confusões e o verbo atrapalhou deveria estar no plural, concordando com o sujeito que está no plural.

Alternativa D.

14. Quanto às funções da linguagem, a que se centraliza no receptor é a função

a. emotiva.    b. apelativa.    c. fática.     d. poética.     e. referencial.

Comentário: São elementos da Comunicação o emissor, o receptor, a mensagem e (... o ruído, quando a mensagem não é bem recebida, por estar em algum idioma diferente ou não estar bem clara para ser transmitida). O receptor é o elemento de interesse do emissor para a transmissão de sua mensagem (=comunicação, ideia, pensamento, intento). O objetivo do emissor é atrair o interesse do receptor para  receber a mensagem.  O emissor convida, apela, "chama", "pede" para que haja alguém a receber sua mensagem. Por ser o receptor o centro de interesse para a passagem de uma mensagem, tem-se a função apelativa.  Ela acontece a todo momento na sociedade.

Alternativa B.

15. O Novo Acordo Ortográfico foi elaborado para uniformizar a grafia das palavras dos países que têm o português como língua oficial. Ele entrou em vigor em janeiro deste ano. Demonstre seus conhecimentos sobre as mudanças, assinalando a opção que apresenta uma sequência de palavras escritas com base no novo acordo.

a. ideia; Coreia; jiboia; heroico.
b. chapéu; corroi; herói; papéis.
c. assembléia; boléia; paranóia; Coréia.
d. céu; véu; Ilhéus; fieis.
e. tem; vem; retem; intervem.

Comentário: Pelo Novo Acordo Ortográfico (1º/01/2009), as palavras paroxítonas (= sílaba tônica na penúltima sílaba) que possuem ditongo oral aberto deixam de ter acento gráfico, no entanto, a pronúnica mantém-se.

Alternativa A.

16. Marque a alternativa que corresponda a um par de palavras parônimas.

a. belo – feio.    b. grande – enorme.    c. flagrante – fragrante.   d. alto – baixo.     e. certo – errado.

Comentário: Parônimas são palavras parecidas na pronúncia ou na escrita. As alternativas a, d, e apresentam palavras antônimas (= de sentido oposto); a alternativa b apresenta palavras sinônimas.

Alternativa C.

17. A alternativa que não apresenta um par de palavras homônimas é:

a. acender – ascender.    
b. cavaleiro – cavalheiro.  
c. bucho – buxo.   
d. tachar – taxar.
e. espiar – expiar.

Comentário: Homônimas são palavras que se pronunciam da mesma forma, mas cujo sentido, origem e, às vezes, ortografia, são diferentes.

Alternativa B.

18. Leia as frases seguintes e assinale a opção que não apresente problemas na pontuação.

a. Caro amigo, depois de muito pensar, conclui que não poderei viajar com você, mas espero sinceramente que sua viagem seja tranquila e tenha êxito.
b. Caro amigo, depois de muito pensar: conclui que não poderei viajar com você, mas espero sinceramente que sua viagem seja tranquila; e tenha êxito.
c. Caro amigo, depois de muito pensar conclui, que não poderei viajar com você mas espero sinceramente, que sua viagem seja tranquila e tenha êxito.
d. Caro amigo depois de muito pensar conclui que não poderei viajar com você mas espero sinceramente, que sua viagem seja tranquila e tenha êxito.
e. Caro amigo, depois de muito pensar conclui: que não poderei viajar com você, mas espero sinceramente que sua viagem, seja tranquila e tenha êxito.

Comentário: No período apresentado, encontram-se
  • vocativo: Caro amigo - deve vir separado por vírgula do resto do período;
  • expressão adverbail de tempo: depois de muito pensar, deve apresentar-se separada por vírgula;
  • oração coordenada sindética adversativa: mas espero sinceramente que sua viagem seja tranquila e tenha êxito, deve estar separada por vírgula.
Alternativa A.

19. Considerando o uso adequado da crase, marque a opção correta.

a. Ele disse que vale à pena viajar para o litoral.
b. Ele à convidou para sair.
c. O bombeiro atravessou à nado o percurso do barco.
d. O casal disse face-à-face as verdades convenientes.
e. Maria descansou à beira-mar.

Comentário: A crase é a fusão da preposição A e o artigo definido feminino A (AS) ou a fusão da preposição A e os pronomes demonstrativos AQUELE, AQUELA, AQUELES, AQUELAS, AQUILO.
Não se coloca a com acento grave (= símbolo de crase) seguido de verbo, nem em locuções adverbiais compostas de mesma palavra com a preposição entre elas : face a face;  a expressão adverbial de modo a nado não deve vir com símbolo de crase, pois não existe fusão de preposição A com artigo feminino A; a expressão citada corresponde a  por nado; na expressão adverbial valer a pena, também, não há crase. Nas locuções adverbiais femininas, deve-se usar crase, daí  à beira-mar.

Alternativa E.

20. Assinale a alternativa em que a letra “ i ” exerce a função de uma semivogal.

a. Vascaíno.    b. Pai.     c. Saída.     d. Piscina.    e. Gotícula.

Comentário: Semivogal é considerada a(s) vogal (is) pronunciada(s) de modo mais fraco nos ditongos e nos tritongos. Em vas-ca-i-no, sa-í-da existem hiatos; pis-ci-na, go-tí-cu-la não têm encontros vocálicos ditongo, nem tritongo. Em PAI existe um ditongo oral aberto decrescente AI e a semivogal é I.

Altenativa B.

M A T E M Á T I C A

21. Dona Maria tem três filhos que estudam em três cidades diferentes. Marcos que visita dona Maria a cada 20 dias; Marcelo a cada 30 dias; e José Luis a cada 40 dias por estudar numa cidade mais distante. No dia de Natal todos foram visitar Dona Maria. A próxima visita dos filhos de Dona Maria coincidirá, novamente, daqui a
Considere: mês comercial = 30 dias.

a. 3 meses.     b. 4 meses.     c. 5 meses.     d. 6 meses.       e. 2 meses.

Comentário: Como existe uma periodicidade nos dias de visita de cada um dos filhos, a visita dos três coincidirá em um período que seja múltiplo do período de cada um deles. Nessa situação, em que ocorre uma visita mútua no natal e deseja-se saber quando vai ser a próxima visita desse tipo, deve-se considerar o menor múltiplo comum aos três períodos de visita. MMC (20,30,40). Para se calcular este valor basta fatorar-se os três números ao mesmo tempo.

O MMC (20,30,40) = 120 isto significa que o período de visita simultânea dos filhos é de 120 dias ou 4 meses de trinta dias.

Alternativa B.

22. Certo dia a professora de matemática indagou seus alunos com a seguinte pergunta: É possível dividir qualquer número real, por qualquer número natural? Os alunos, conhecedores da matemática responderam: nem todos, pois temos na matemática, certas indeterminações, ou seja, números que não podem ser divididos. Assinale a alternativa incorreta, em que não pode ser efetuada tal divisão por se tratar de uma indeterminação da matemática.

a. (-12) : 4 = -3.       b. 0 : 7 = 0.           c. 7 : 0 = 0.         d. 10 : 20 = 0,5.        e. 20 : 10 = 2.

Comentário: A única indeterminação matemática encontrada nas alternativas acima é a divisão por 0 (zero). Na matemática não existe divisão por zero.Explica-se:

Alternativa C.

23. Na matemática, em seus diversos ramos, para resolvermos diversos tipos de exercícios, contamos com as propriedades existentes, como, por exemplo, as propriedades da potenciação da radiciação, propriedades dos logaritmos, propriedades das equações exponenciais, etc. Indique a alternativa na qual a propriedade não se encontra corretamente aplicada.









Comentário: Todas as propriedades a seguir são de potenciação, analisa-se:
Potência de potência - nesse caso conserva-se a base e multiplicam-se os expoentes.
Expoente 0 (zero) - qualquer número elevado a 0 é igual a 1 (um).
Expoente negativo - inverte-se o valor da base e o expoente fica positivo.
Potência de potência - nesse caso conserva-se a base e multiplicam-se os expoentes.
Potência simples - multiplica-se o valor da base por ele mesmo, tantas vezes, quantas for o expoente.
A única alternativa, onde a propriedade não se encontra aplicada corretamente, é a D.

Alternativa D.

24. Em uma garagem há automóveis e motocicletas, num total de 17 veículos e 58 rodas. Pode-se afirmar que o número de motocicletas nessa garagem é de:

a. 4 motocicletas.    b. 5 motocicletas.    c. 6 motocicletas.    d. 12 motocicletas.    e. 16 motocicletas.

Comentário: Não se sabe o número de automóveis nem o número de motocicletas, adotam-se: x para automóveis e y para motocicletas e seguindo as informações monta-se um sistema de equações do 1º grau.
Tem-se um sistema de equações do 1º grau com duas variáveis x e y e duas equações, possível de se resolver. Calcula-se:

O número de motocicletas na garagem é 5.

Alternativa B.

25. É comum pessoas pararem diante de edifícios para observarem as belezas, o tamanho, a altura, etc. Um determinado indivíduo está diante de um edifício a 20 metros da base do mesmo, avista o topo deste sob um ângulo de 60°. Podemos afirmar que a altura do edifício é igual a







a. 23.         b. 24.         c. 36.          d. 35.         e. 34.

Comentário: A questão apresenta uma dubialidade, visto que, não é possível saber se o ângulo de visão do indivíduo é em relação ao solo ou ao prédio descrito. Para se encontrar uma resposta correta, necessita-se considerar o ângulo de visada com relação ao solo. Analisa-se, então:
A altura do prédio, se o ângulo de visada for em relação ao solo, é de 34 metros.

Alternativa E. Questão passível de anulação, pois tem dupla interpretação.

26. A população de uma cidade é estimada pela contagem de seus habitantes . Como esta contagem seria quase que impossível contar um a um, então é feita por amostragem e para saber qual a população existente nesta determinada cidade são utilizadas fórmulas matemáticas como, por exemplo, uma função. Numa certa cidade a população é estimada pela função f(t) = 50.000 + 5.000/t, sendo que t representa o tempo em anos, portanto, t tem que ser diferente de zero. O valor numérico estimado da população desta cidade daqui a 10 anos será de:

a. 60.000.      b. 55.000.       c. 50.500.        d. 52.000.        e. 50.600.

Comentário: A questão diz que f(t) é o número de habitantes ( = a população ) e t é o tempo em anos. Pergunta-se: qual a população depois de 10 anos?
Analisa-se:

Depois de passar 10 anos, a população será de 50.500 habitantes.

Alternativa C.

27. As funções do primeiro grau são todas funções que se apresentam f(x) = ax + b, onde o a é conhecido como coeficiente angular e b coeficiente linear, dado uma função do tipo f(x) = mx + n, conhecendo-se que f(0) = 2 e que f(1) = 3, então o valor de m² + n³ é:

a. 9.         b. 8.        c. 7.        d. 6.         e. 10.

Comentário: Uma função f(x) significa que uma variável f(x) depende de outra variável x. Exemplo: f(0) = 2, significa que f(x) = 2 para quando x = 0. Dessa forma, analisa-se:


Alternativa A.

28. Equação exponencial são todas as equações que apresentam variáveis no expoente. Sendo assim, assinale a alternativa em que o valor da variável x na equação

torne a sentença verdadeira.

a. 1.        b. 2.        c. 3.         d. 4.        e. 0.

Comentário: Para se resolver uma equação exponencial, utiliza-se as propriedades da potenciação. Analisa-se:


Alternativa B.

29. De acordo com a definição de logaritmos, temos:

Indique a condição de existência (domínio) da função
para que a sentença seja verdadeira e satisfaça as condições impostas, sendo que para que exista logaritmo, o logaritmando tem que ser maior que zero e a base, além de ser maior que zero, também tem que ser diferente de um:













Comentário: A condição de existência de um logarítmo é b > 0. Então, Calcula-se:

Alternativa A.

30. Quando é estabelecida uma ordem para os elementos de um conjunto, dizemos que esses elementos formam uma sequência ou sucessão. Toda P. A. ou P. G. são sequências de termos, mas nem todas as sequências são P. A. ou P. G. O valor de x para que a sequência (1 - 3x, x - 2, 2x + 1) forme nesta ordem uma P. A. é igual a:

a. -2.               b. 0.               c. 2.              d. 4.               e. -4.

Comentátio: Para se obter a razão de uma P.A. basta subtrair-se um termo de seu antecessor, então, pode-se calcular:

Alternativa C.

31. Números naturais são todos os números maiores ou iguais a zero, números que representam um valor inteiro, portanto, o conjunto dos números naturais é um conjunto infinito. Então, posso afirmar que, a soma dos quarenta primeiros números naturais excluindo o zero, é igual a:

a. 400.                 b. 410.                 c. 700.                d. 820.                e. 819.

Comentário: A sequência dos números naturais é uma progressão aritmética de razão igual a 1 (um). Deste modo para se saber a soma dos quarenta primeiros termos é necessário utilizar a expressão que fornece a soma dos termos de uma P.A. Calcula-se:

Alternativa D.

32. O valor da razão para que os termos (x - 2, x, x + 4) formem, nessa ordem, uma progressão geométrica é:

a. 2.              b. 4.             c. 6.            d. 8.            e. 1.

Comentário: Para se obter a razão de uma P.G. ( progressão geométrica ) basta dividir-se um termo pelo seu antecessor. Calcula-se:

Agora substitui-se o valor de x =2 em q e se encontra a razão:

Alternativa A.

33. Roosevelt já dizia: “O único homem que nunca comete erros é aquele que nunca faz coisa alguma. Não tenha medo de errar, pois você aprenderá a não cometer duas vezes o mesmo erro”. Com esse pensamento, sempre pensando em acertar, nunca desejando errar, o décimo quinto termo da progressão geométrica
( x - 1, x, x + 2, ...) é:




Comentário: Para se calcular o 15º termo da progressão geométrica citada é necessário calcular a razão da P.G. e utilizar a expressão do termo geral para obter o termo desejado. Calcula-se:

Sabendo-se o valor de x, agora substitui-se este valor e descobre-se a sequência:

Agora, com a expressão do termo geral da P.G. calcula-se o 15º termo.


Alternativa B.

34. Polígono regular é todo polígono que apresenta todos seus lados com a mesma medida, ou seja, todos seus lados têm o mesmo tamanho, e todos seus ângulos são congruentes. A soma dos ângulos internos e o número de diagonais do pentadecágono são, respectivamente, os valores representados pela alternativa

a. 2.350° e 80.     b. 2.350° e 90.     c. 2.340° e 85.      d. 2.340° e 80.     e. 2.340° e 90.

Comentário: Utiliza-se as expressões da soma dos ângulos internos de um polígono e das diagonais para se chegar a solução deste problema.


Sabe-se que o pentadecágono é um plolígono de 15 lados, sendo assim, calcula-se:

Sendo assim, o pentadecágono tem 90 diagonais e a soma dos seus ângulos internos é 2340°.

Alternativa E.

35. Volume é a quantidade armazenada no interior de um determinado recipiente. Como, por exemplo, a quantidade de água que cabe no interior de uma panela é conhecida como volume ou capacidade da panela. Se uma caixa d’água tem as seguintes dimensões, 4 metros de comprimento, 2 metros de largura e 1,5 metros de profundidade, a capacidade de armazenamento de água dessa caixa é de

a. 12 litros.      b. 120 litros.     c. 1200 litros.     d. 12.000 litros.     e. 12.100 litros.

Comentário: A caixa de água citada é um paralelepípedo reto retângulo e seu volume é calculado pelo produto de suas três dimensões: largura, comprimento e profundidade. Tem-se:
Calcula-se:

O volume da caixa de água é 12 , mas a resposta está em litros. Calcula-se:

A caixa de água tem capacidade para 12.000 litros.

Alternativa D.

36. As pirâmides têm seu formato dependendo da sua base. Uma pirâmide é quadrangular se sua base for quadrada. O valor da altura de uma pirâmide quadrangular regular de apótema 10 cm e apótema da base 6 cm é:

a. 5 cm.        b. 9 cm.        c. 12 cm.         d. 7 cm.         e. 8 cm.

Comentário: Precisa-se saber alguns conceitos sobre pirâmide:
Sabe-se que o apótema da base é m = 6 cm e o apótema da pirâmide é n = 10 cm. Considera-se o triângulo retângulo de catetos m e h e hipotenusa n. Calcula-se o valor de h pelo Teorema de Pitágoras.

A altura da pirâmide é de 8 cm.

Alternativa E.

37. É muito comum as mulheres terem vários pares de brinco e pulseiras para o uso do dia a dia. Ana possui 5 pulseiras e 6 pares de brinco. O número de combinações em que Ana pode fazer utilizando um par de brincos e uma pulseira é:

a. 60.        b. 30.       c. 15.        d. 10.        e. 31.

Comentário: Para se calcular o número de combinações que se pode fazer com determinadas quantidades de objetos faz-se uso da análise combinatória e utiliza-se de princípios de contagens. Neste caso em particular, basta estabelecer-se duas posições uma para os brincos e outra para sas pulseiras. Calcula-se:

Alternativa B.

38. Anagramas são palavras com e sem sentidos, que podem ser formadas pelas letras de uma palavra pré-estabelecida. Portanto, o número de anagramas que podem ser formados pelas letras da palavra AMOR é:

a. 10.          b. 12.      c. 24.       d. 36.       e. 23.

Comentário: Anagramas, também, faz uso da análise combinatória e é um princípio de contagem. Neste caso, é uma permutação simples pois  são combinadas 4 letras em 4 posições. Trata-se de um arranjo de 4, quatro a quatro. Analisa-se:


Alternativa C.

39. Polinômios divisíveis são os polinômios que o resto é igual a zero. Então, o valor de m para que o polinômio P(x) = x³ + x² + m seja, divisível por x - 2, é igual a

a. 10.          b. 12.           c. -10.           d. -12.           e. 0.

Comentário: Para que um polinômio seja divisível por outro polinômio é necessário que o resto da divisão seja 0 (zero). Divide-se:

Quando se divide um dividendo P(x) por um  divisor D(x) obtém-se um quociente Q(x) e um resto R(x). Para que esta divisão seja exata indicando divisível P(x) por D(x) é necessário que R(x) seja 0. Tem-se: P(x) = x³+x²+m , D(x) = x-2, Q(x) = x²+3x+6 e R(x) = m+12, então:

Alternativa D.

40. A figura formada de três lados e três ângulos é chamada de triângulo. Um triângulo ABC, cujos vértices são A (2, 3), B (-1, 5) e C (4, -1), apresenta para sua área um valor igual a:

a. 10 u.a.          b. 8 u.a.         c. 6 u.a.         d. 5 u.a.         e. 4 u.a.

Comentário: Para calcular a área de um triângulo sabendo somente seus vértices é necessário utilizar a expressão que calcula o valor de meio deteminante de seus vértices. Vê-se a seguir:


Alternativa E.

F Í S I C A

41. A nota abaixo fez parte da seção CULT da REVISTA GALILEU, na edição de abril/09, página 88:


Considerando a hipótese de queda do equilibrista, assinale as proposições como V (verdadeira) ou F (falsa).

Durante o tempo de queda-livre:

( F) Sua energia potencial irá aumentar.
Durante o tempo de queda livre ocorre uma transformação de energia potencial gravitacional em energia cinética. A primeira vai diminuindo enquanto a segunda vai aumentando.
( F) Sua energia cinética será equivalente à energia mecânica.
A energia mecânica é composta pela energia potencial mais a energia cinética.
( V) Sua energia mecânica irá se conservar.
Desprezando a força resistiva exercida pelo ar, pode-se considerar o sitema mecânico conservativo onde a energia mecânica se conserva.
( V) Sua energia cinética irá aumentar.
Conforme ele vai caindo há uma transformação de energia potencial em cinética e esta vai aumentando.

a. V – V – V – F
b. V – V – F – V
c. F – F – V – V
d. V – F – F – V
e. F – V – F – V

Alternativa C.

42. Um corpo de massa igual a 5 kg, inicialmente em repouso, é submetido à ação de uma força resultante, que varia com o tempo, conforme mostra o gráfico abaixo.
A velocidade do corpo no tempo t = 10 s será:

a. 18 m/s.      b. 20 m/s.      c. 15 m/s.      d. 22 m/s.       e. 25 m/s.

Comentário: O gráfico descreve uma situação, onde a força varia até o tempo de 2 s e depois fica constante. É necessário avaliar a situação em dois momentos diferentes, primeiro entre os instantes 0 s e 2 s onde a força resultante FR é representada por uma função do primeiro grau. Analisa-se:


No final do primeiro momento, o corpo está com velocidade de 4 m/s. Esta velocidade será a velocidade inicial do segundo momento, onde o corpo está sujeito a uma força constante de 10 N e continuará sendo acelerado. Analisa-se:

Alternativa BNossa resposta difere da apresentada pelo SENAI , que foi Alternativa A.

43. A figura abaixo ilustra a propagação de uma onda num espaço 3D. Sobre o tipo específico de onda ilustrado é CORRETO afirmar que:


a. é uma onda mecânica.
b. o som é um exemplo desse tipo de onda.
c. se propaga com maior velocidade em meios mais densos.
d. se propaga na direção longitudinal.
e. a luz é um exemplo desse tipo de onda.

Comentário: Tem-se neste gráfico uma típica representação de onda eletromagnética composta por dois campos, um campo elétrico K que está representado no eixo vertical (z) que, por engano, o SENAI representou por (x) e outro campo magnético M representado no eixo (y). Ambos, deslocam-se sobre a direção do eixo (x). Um exemplo desse tipo de onda eletromagnética é a luz.

Alternativa E.

44. O personagem Snoopy das estórias infantis gosta de descansar sobre o teto de sua casa. Quanto ao estado de movimento do Snoopy, enquanto dorme, assinale as proposições como V (verdadeira) ou F (falsa).

( F) Está em repouso absoluto.
Só é possível afirmar que o Snoopy está em repouso absoluto se for adotado um referencial
(V ) Está em repouso em relação a sua casa.
Agora o referencial é a casa, e percebe-se que em relação a ela a posição do Snoopy não muda o que indica repouso.
( V) Pode estar em movimento, dependendo do referencial.
Se o referencial for, por exemplo, a Lua o Snoopy muda de posição conforme o movimento da mesma em relação a Terra e, então, estará em movimento.
( V) Pode servir de referencial para sua casa.
O referencial pode ser qualquer corpo esteja ele parado ou em movimento.

a. F – V – V – V
b. V – V – F – V
c. V – F – F – V
d. F – V – F – V
e. F – F – F – V

Alternativa A.

45. Numa competição de saltos em Sisikon na Suíça, o tcheco Michal Navratil fez pose de Super-Homem antes de cair na água.
Sobre o salto de Navratil e queda dos corpos julgue as proposições como V (verdadeira) ou F (falsa).


(F) Na ausência de forças dissipativas, corpos com maior massa cairão com maior velocidade que outros de menor massa.
No movimento de queda livre o que impõe a velocidade do corpo é a aceleração da gravidade local e, por tanto, não importa a massa do corpo em queda, ambos vão cair com a mesma velocidade.
(V) Como Navratil saltou numa trajetória ascendente, ele só vai começar a cair quando a componente vertical da sua velocidade se anular.
Se o saltador possui uma velocidade de direção vertical e sentido para cima, então, ele descreve um movimento para cima, quando esta componente de velocidade se anula, ele começa a cair sobre o efeito da aceleração da gravidade local.
(F) Se a capa de Navratil se soltar do pescoço, ela cairá mais devagar por que possui menor massa.
Não, a capa cairá com a mesma velocidade do saltador, se for desprezada a resistência do ar. Caso contrário, ela poderá cair com velocidade menor por oferecer um resistência maior ao ar e não por possuir massa menor.
(V) A atração gravitacional entre dois corpos depende do produto de suas massas.
A força gravitacional é diretmente proporcional ao produto das massas e inversamente proporcional ao quadrado das distâncias entre essas massas.

a. V – V – F – V
b. F – V – F – V
c. V – F – F – V
d. V – V – V – V
e. F – V – F – F

Alternativa B.

46. O nadador brasileiro César Cielo, campeão mundial nos 50 e 100 metros livres, atribui grande parte de suas conquistas à preparação física, realizada fora das piscinas. O treinamento de Cielo privilegia a explosão muscular. Um dos exercícios realizados por ele, conhecido como rosca direta, está ilustrado na figura 2. Desconsiderando o torque, o trabalho realizado pela força necessária para deslocar um halter de massa 100 kg a uma altura h = 80 cm, deve valer:
Considere: g = 10 m/s².



a. 800 J.    b. 40 J.     c. 400 J.      d. 80.000 J.      e. 40.000 J.

Comentário: O trabalho é uma grandeza física que depende de uma força e do deslocamento provocado por essa força. É necessário que considere-se somente a componente da força que estiver na mesma direção do deslocamento. Analisa-se:

O trabalho realizado por César Cielo foi de 800 J.

Alternativa A.

47. Considere uma pessoa no interior de uma jaula metálica que sofre eletrificação, como ilustra a figura.

Sobre a situação descrita e os princípios de eletrostática, julgue as proposições como V (verdadeira) ou F (falsa).

(V) Se não tocar na grade, a pessoa não sofrerá descarga elétrica.
Não havendo contato com o condutor eletrizado, não há descarga elétrica.
(F) As cargas elétricas se concentração nas partes baixas da gaiola.
As cargas elétricas vão se destribuir uniformemente no lado externo da grade.
(V) O potencial elétrico no interior da gaiola é nulo.
No interior da gaiola existe campo elétrico nulo como o potencial eletrico depende do campo elétrico este também é nulo.
(F) Este experimento é conhecido como gaiola de Coulomb.
Quem realizou este experimento foi o físico inglês M. Faraday e ficou conhecido como gaiola de Faraday.

a. V – V – V – F
b. V – F – V – F
c. V – F – F – F
d. F – V – F – V
e. V – F – F – V

Alternativa B. Nossa resposta difere da apresentada pelo SENAI (Alternativa C).

Q U Í M I C A

48. O conhecimento a respeito dos átomos é resultado de observações e experimentos realizados por cientistas ao longo dos tempos. Muitos filósofos já defendiam a ideia de que os átomos existiam há mais de 500 anos antes de Cristo. Dalton imaginou que o átomo era uma bolinha maciça e indivisível, contribuindo bastante para que a química progredisse no século XIX. Desde então, a ciência não parou de progredir e uma série de fenômenos foram descobertos. Com base na evolução dos modelos atômicos, assinale a alternativa verdadeira.

a. John Dalton propôs a lei da conservação das massas, onde indicava que o átomo não podia ser destruído.
b. Rutherford em sua experiência sobre a estrutura da matéria concluiu que o átomo tem uma região em que existe muito espaço vazio e que é formado por duas regiões distintas: núcleo e eletrosfera, sendo o núcleo muito pequeno de carga positiva cercado por elétrons.
c. Em 1887 os filósofos gregos Demócrito e Leucipo propuseram um novo modelo atômico que ficou conhecido como pudim de passas, pois de acordo com o que pensavam o átomo era maciço e constituído por um fluido com carga elétrica positiva, na qual estavam dispersos os elétrons.
d. Niels Bohr em 1913 propôs um novo modelo atômico, relacionando a distribuição dos elétrons com sua capacidade de oxidação, em camadas de valências.
e. Rutherford pouco contribuiu com sua experiência sobre o modelo atômico, permanecendo em uso as descobertas realizadas antes de seu experimento com raios atômicos.

Alternativa B.

49. O hidróxido de sódio (NaOH), também chamado de soda cáustica, é bastante solúvel em água, corrosivo, muito tóxico e apresenta ponto de fusão 318°C. Como sabemos, o sódio é um dos constituintes dessa base. Considerando o átomo de 11Na23, podemos afirmar que o número de elétrons e o número de massa do sódio são, respectivamente,

a. 23 e 11.       b. 12 e 11.      c. 11 e 23.   d. 12 e 23.    e. 11 e 12.

Alternativa C.

50. Estamos em contato diário com produtos químicos, inclusive nos alimentos. A infinidade de alimentos e substâncias que temos à nossa disposição deve-se às ligações químicas efetuadas entre os átomos. Desde o século passado, os cientistas já sabem que os átomos da maioria dos elementos químicos não apresentam existência isolada. Um exemplo é o oxigênio que pode se combinar com outros iguais a ele formando (O2) ou com outros elementos, formando diferentes substâncias (CO, CO2 , H2O, etc). No início do século XX, os cientistas Lewis e Kossell, perceberam que os átomos fazem ligações para adquirir estabilidade, essa maneira de pensar a ligação entre os átomos, passou a ser conhecida por Teoria do Octeto. Com relação às ligações químicas, assinale V para verdadeiro e F para falso.

( ) Quando ocorre a transferência de elétrons entre os átomos formam-se um par de íons (cátions e ânions) dizemos que ocorreu a ligação iônica.
( ) A ligação covalente ocorre quando há o compartilhamento de um par de elétron entre dois átomos.
( ) A molécula de CO2 é formada por dois átomos de oxigênio e um de carbono, unidos através de ligações covalentes.
( ) As ligações químicas que ocorrem na molécula da água são iônicas.

A sequência correta é:

a. V – V – V – V
b. F – V – F – V
c. V – V – F – F
d. V – V – V – F
e. F – F – F – F

Alternativa D.

51. Reações químicas acontecem todo dia, o tempo todo, de tal maneira que se pode dizer que a manutenção da vida depende de uma série de reações. A respeito das reações químicas assinale a alternativa correta.

a. A equação química é a representação simbólica abreviada de uma reação química, é uma linguagem universal simplificando a maneira de expressar um fenômeno ou reação química.
b. Uma reação é dita irreversível quando o produto da reação pode reagir novamente e transformar-se nos reagentes que lhe deram origem.
c. Toda reação química tem uma velocidade própria de acontecer, não podemos alterar essa velocidade pois o produto final pode ser diferente do que pretendemos.
d. Reação de decomposição ocorre quando uma substância composta, submetida à ação de agente externo (calor, eletricidade, luz, etc), se decompõe em outras substâncias mais complexas com cadeias mais longas.
e. O símbolo <---> numa equação química, indica que ela é irreversível.

Alternativa A.

52. As funções inorgânicas: ácidos, bases e sais são substâncias familiares a todos nós, sendo encontradas ao nosso redor, nos alimentos, em nossas casas e até mesmo em nosso organismo. A presença dos ácidos é constante no nosso dia a dia. Eles são encontrados em frutas cítricas, produtos de limpeza, entre outros. Os álcalis também tem larga aplicação. Em nossa casa, por exemplo, eles estão presentes em sabões e detergentes, em laboratórios como reagentes, na indústria de papel, têxtil e petroquímica. Além da enorme variedade de compostos químicos existentes na natureza, inúmeros outros são produzidos sinteticamente nas indústrias e laboratórios. Com base no texto acima e de seu conhecimento a respeito do assunto, assinale V para verdadeiro e F para falso.

( ) Os refrigerantes contêm gás carbônico, que em contato com a água gera ácido carbônico que é também o ácido das águas minerais gaseificadas.
( ) O leite de magnésia e a cal hidratada são boas condutoras de eletricidade quando em solução.
( ) Quando um ácido possui dois ou mais hidrogênios ionizáveis, a ionização ocorre em etapas.
( ) Uma das propriedades funcionais dos ácidos é conduzir corrente elétrica quando em solução aquosa.

A sequência correta é:

a. V – V – F – F
b. F – F – F – F
c. V – F – V – F
d. F – V – F – V
e. V – V – V – V

Alternativa E.

53. A tabela a seguir mostra a solubilidade da substância X em 100 g de água.

Considerando os dados da tabela acima, encontre a quantidade de massa da substância X que precipitará ao ser resfriada de 100°C até 40°C.

a. 6,0 g.     b. 34,8 g.      c. 19,5 g.     d. 64,0 g.      e. 6,4 g.

Alternativa E.

54. “O conhecimento propicia inúmeras possibilidades de descobertas e a evolução dessas inovações faz surgir novos materiais a cada dia. Foi assim com os plásticos e tantos outros materiais que, semelhantes a eles, existem em nossa sociedade e de certa forma auxiliam nossa vida”. A respeito dos plásticos e polímeros em geral assinale a alternativa correta.

a. Polímeros são compostos orgânicos e reações de fácil execução em laboratório.
b. Os plásticos da mesma forma que todo polímero pode ser moldado.
c. A síntese artificial de polímeros desenvolveu-se por volta de 1860, quando o químico belga Léo H. Baekeland criou uma resina muito resistente ao calor chamada de branquenite.
d. Um material plástico demora cerca de 500 anos para se decompor e a incineração pode liberar materiais tóxicos para atmosfera.
e. Os polímeros naturais como o plásticos e fibras sintéticas são usados em grande quantidade nas indústrias químicas.

Alternativa D.


B I O L O G I A

55. A vida em nosso planeta é garantida pela capacidade que os seres vivos tem de:

a. reprodução.
b. crescimento.
c. movimentação.
d. nutrição.
e. mutação.

Alternativa A.

56. A maioria dos compostos químicos presentes na matéria orgânica são combinações de átomos de:

a. carbono, hidrogênio, oxigênio e ferro.
b. carbono, hidrogênio, oxigênio e nitrogênio.
c. carbono, hidrogênio, oxigênio e sódio.
d. carbono, hidrogênio, oxigênio e cálcio.
e. carbono, hidrogênio, oxigênio e cloro.

Alternativa B.

57. Um professor preparou uma aula prática para seus alunos observarem em microscópio óptico uma lâmina para identificar se o material era de origem animal ou vegetal. Para isso, é necessário examinar e verificar se as células possuem

a. membrana celular.
b. núcleo.
c. organelas membranosas.
d. parede celular.
e. mitocôndrias.

Alternativa D.

58. Assinale a alternativa incorreta.

a. No músculo em estado de fadiga existe também uma alta taxa de ácido lático.
b. O sangue é um tecido conjuntivo nos mamíferos, que se caracteriza por apresentar substância intercelular em estado líquido, o plasma, que transporta diferentes elementos figurados.
c. A cartilagem hialina apresenta grande quantidade de fibras colágenas e é a mais resistente de todas as cartilagens.
d. Uma função importante do tecido ósseo é servir de reservatório de cálcio, sendo que a principal função deste tecido é a sus tentação esquelética do corpo.
e. Os tecidos conjuntivos propriamente ditos apresentam-se amplamente distribuídos no corpo todo, dando suporte a todos os tecidos epiteliais.

Alternativa C.

59. Durante a espermatogênese, a sequência de células que leva à formação de espermatozóides é:

a. espermatócito I; espermatócito II; espermatogônia.
b. espermatócito II; espermatócito I; espermátide.
c. espermatócito I; espermátide; espermatócito II.
d. espermatócito I; espermatócito II; espermátide.
e. espermatogônia; espermátide; espermatócito I.

Alternativa D.

60. O encontro do gameta masculino e o gameta feminino, surge a célula ovo ou zigoto que é uma célula:

a. haplóide.
b. triplóide.
c. diplóide.
d. poliplóide.
e. tetraplóide.

Alternativa C.

2 comentários:

  1. nossa valeu mesmu esse é o unico site q encontrei com provas do senai resolvidas.mto obrigado táh de parabéns pq o site tem mto contéudo além das provas vlw

    ResponderExcluir
  2. oi amei o site perfeito era o que eu precisava pra fazer a prova do senai dia 28/11/10. gostaria de saber se seria possivel vcs resolverem a °1 prova alternativa do cotuca q foi em 2009 eu tenhu uma prova do cotuca q vou fazer dia 05/12/10 e tem algumas questões q estou ficando meio loko + estou estudando. qualquer ajuda eu agradeceria mto. obrigado e Parabéns pelo trabalho Matheus_understand@hotmail.com

    ResponderExcluir

Para confirmar seu interesse, informe a questão, o nome da prova, seu nome completo e e-mail pessoal.
Se preferir, mande-nos as informações para nosso e-mail: desafio.alfa@gmail.com .

DAXIANOS DO CONHECIMENTO - SEJA MAIS UM...

DAX'S PUBLICAÇÕES

Professores Responsáveis

  • Prof. Edson Gallina
  • Prof. Reginaldo Nofoente Duran